Exatas ou biológicas? Conheça o novo curso de Engenharia Biomédica

19 set 2017

Todos os anos, milhares de jovens deparam-se com uma situação difícil: escolher uma carreira. Enquanto uns vivem um dilema relativamente simples – devo fazer Arquitetura ou Design? –, outros atravessam uma situação muito mais complicada, já que não sabem nem ao menos a área na qual possuem mais afinidade.

Você pode ter grande afinidade com a palavra escrita e se interessar por ciência. Ou, ainda, ser um apaixonado pelas diversas formas de arte e, ao mesmo tempo, gostar de Física ou Química. Se esse é o seu caso, precisa conhecer o novo curso de Engenharia Biomédica da PUCPR, que lançará a primeira turma em 2018.

Afinal, o que é Engenharia Biomédica?

Engenharia Biomédica é um termo que carrega em si a inovação, mas sua história não é nova. Seu início nos leva ao final da Segunda Guerra Mundial, com o surgimento da Bioengenharia e da Engenharia de Reabilitação, responsável pela readaptação dos soldados à vida comum.

De lá para cá, a união da Engenharia com as Ciências de Saúde, como a Medicina, tem feito da Engenharia Biomédica uma área com vasto campo de atuação. O engenheiro com essa formação está atento aos avanços da tecnologia ao mesmo tempo em que possui um olhar humano voltado à prevenção e recuperação da saúde de pacientes. É por meio da junção de dois campos tão distantes no passado que a Engenharia Biomédica está liderando o ranking das carreiras mais promissoras nos Estados Unidos até 2020.

Competências? Sim, e aos montes!

Em um futuro no qual boa parte das profissões ainda não foi inventada, é natural que o jovem de hoje tenha uma natureza mais plural e multidisciplinar, e aquela máxima de que “não sei fazer conta porque sou de Humanas” está ficando para trás. Ao ingressar no curso de Engenharia Biomédica, o estudante terá um cardápio abrangente de disciplinas e competências: Química, Física, Biologia, Medicina além das diversas ramificações da Engenharia, Bioinformática e Bioengenharia… A lista é grande, assim como o conhecimento carregado por esse engenheiro.

Onde você irá atuar como Engenheiro Biomédico

A área de atuação da Engenharia Biomédica é tão diversa quanto as competências desenvolvidas durante a formação do estudante. Por aproximar a engenharia da área da saúde, o profissional tem uma grande importância em hospitais, universidades, laboratórios, centros de treinamento, institutos de pesquisa médica e empresas de certificação de qualidade ou desenvolvedoras de tecnologias médicas.

Se um hospital tem problemas com algum aparelho durante uma cirurgia, o engenheiro biomédico precisa atuar com rapidez. Outras situações podem ainda envolver o desenvolvimento de softwares que otimizam o uso de aparelhos médicos, de próteses médicas ou de tecnologias que auxiliam no diagnóstico médico.

Faça Engenharia Biomédica na PUCPR

Gostou dessa graduação da PUCPR e quer saber mais? Então acesse a página do novo curso e conheça um pouco mais sobre o perfil deste profissional, a duração, os períodos e os diferenciais que a PUCPR traz para os estudantes.